Alopecia | CuidatePlus

Alopecia é o termo científico utilizado para designar a queda do cabelo. Não obstante, existem vários tipos de calvície, que têm a sua origem em causas diferentes, e que se manifestam de forma diferente da pessoa que a sofre. Esses são os mais comuns:

Alopecia androgenética

A alopecia androgenética, ou queda de cabelo de padrão masculino tem uma causa genética e afeta a 60 por cento dos homens portugueses de 50 anos. É o tipo de calvície mais comum entre a população masculina e sua aparição é induzida por andrógenos (hormônios sexuais masculinos) que começam a ser produzidos pelo organismo do homem, na puberdade. Este tipo de alopecia também se observa em 20 por cento dos jovens do sexo masculino entre 18 e 25 anos.

Embora todos os homens produzem androgênios, o fato de que cerca de desenvolver alopecia androgenética e outros não o façam depende basicamente de condicionantes genéticos. Outro fator como o estresse também pode acelerar o processo de perda de cabelo dentro de alguns homens. Conforme explica o doutor Francisco Carvalho, professor de Dermatologia da Faculdade de Medicina de Sevilha, “diante de uma situação estressante, o organismo pode reagir aumentando a produção de andrógenos, o que favoreceria o processo de perda de cabelo. No entanto, a importância do stress da queda de cabelo tem sido sobrestimada”.

Os especialistas insistem em que a perda de cabelo no homem não é um processo irreversível e pode parar. O dermatologista é o profissional mais adequado para tratar os problemas de calvície. De acordo com Carvalho, existem tratamentos disponíveis atualmente, baseados no uso combinado de dois medicamentos (minoxidil e finasterida) que oferecem resultados positivos em 66 por cento dos casos.

A finasterida é o único medicamento com o que se provou que o cabelo volta a crescer. Junto a ele, a aplicação de minoxidil por via tópica, diretamente sobre a área afetada, inibe a perda de cabelo.

Alopecia areata

É um tipo de queda de cabelo de origem desconhecida, embora se dirigem a doenças auto-imunes como possível causa da perda do cabelo. A alopecia areata costuma apresentar-se em forma de placas no couro cabeludo, mas também pode se espalhar para outras áreas do corpo. Pode aparecer em qualquer idade e afeta igualmente ambos os sexos. Estima-Se que afeta uma em cada mil pessoas.

Em alguns casos, a alopecia areata pode progredir até o desaparecimento total do cabelo. Os folículos pilosos não são destruídos com esta doença, por isso que o cabelo pode voltar a crescer, se bem é certo que são frequentes as recidiva (recaída) em pacientes que sofreram alguma vez.

Outras causas de queda de cabelo

O cabelo também pode cair como resultado de alguns tipos de doenças, como a sífilis ou doenças da tireóide. Também alguns medicamentos incluem entre seus efeitos adversos da queda do cabelo, como alguns medicamentos que ajudam a reduzir o colesterol, certos medicamentos anticoagulantes e alguns de tireóide. O tratamento de tumores com quimioterapia provoca também a perda do cabelo do paciente.

TOP MARCAS AO MELHOR PREÇO

Postquam Ceramide creme 50ml

Regenera e hidrata intensamente a pele

99.99 | 35.00

Comprar

Neutrogena creme de mãos rachados 15ml

Hidrata, regenera e repara a pele das mãos mais danificadas

7.75

Comprar

Roger&Gallet Gingembre água fresca perfumada 100ml + shower gel 200ml

Refresca e estimula a sua pele

49.30 | 37.31

Comprar

Um serviço de

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

¤