Alopecia: Como prevenir? | CuidatePlus

O número total de cabelos que possui cada pessoa como a espessura de cada um deles vem já determinado pela genética. A densidade capilar pode ser afetada por diversos fatores, entre os quais o envelhecimento, a herança ou mudanças em determinadas hormonas que variam de acordo com o sexo, além do estresse, tanto físico como emocional. Um cabelo saudável é aquele que cresce bem, mas que, além disso, tem uma densidade uniforme em todo o couro cabeludo e uma espessura semelhante de todos os pêlos.

As alopecias podem ser difusas ou localizadas, dependendo de qual seja a área que perde mais quantidade de cabelo e como ocorre essa queda. Outra classificação diferença entre a alopécia androgênica ou calvície comum em que a queda se une à diminuição do tamanho dos cabelos com o tempo, por isso que o cabelo perde densidade e os óleos liberados pelas telogénicos ou queda brusca e alarmante. Além das alopecias também existem outras problemáticas, como a dermatite seborréica e o excesso de oleosidade capilar.

A doutora Cristina Serrano, dermatologista e membro do grupo português de Tricología e porta-voz da I Campanha Nacional de Cuidado Capilar Vichy Dercos, assegura que cada vez é maior o número de jovens do sexo masculino próximos dos 25 anos que frequentam a consulta preocupados com a calvície precoce, especialmente se têm antecedentes familiares. Enquanto que para as mulheres as dúvidas residem no quanto afetarão as tinturas, secadores ou de pranchas à consistência de seu cabelo e, portanto, o risco de uma possível queda.

Como prevenir a queda do cabelo?

  • Independentemente de como a genética influencia, mas não é decisiva, é necessário levar a cabo uma alimentação adequada, combinada com um ritmo de vida saudável, que não inclua procedimentos cosméticos agressivos.
  • Devem excluir-se as dietas drásticas que podem causar quedas bruscas do cabelo.
  • Devem-Se evitar, além disso, as dietas pobres em oligoelementos ou vitaminas, já que provocam ressecamento, a aspereza ou perda progressiva do brilho.
  • É aconselhável consultar um especialista em caso de queda ou perda de densidade para realizar um diagnóstico.

A resolução ótima a queda do cabelo necessita de medidas preventivas que qualquer pessoa pode adotar, já que, hoje por hoje, “a grande maioria dos problemas capilares têm tratamento eficaz, sobretudo se for diagnosticada a tempo”, afirma a doutora Cristina Serrano.

Quando devo consultar o médico?

  • Consulta com o dermatologista em caso de que a queda de cabelo seja contínua, superando uma margem de dois ou três meses, tempo em que ocorrem as quedas sazonais, mas que não estão sujeitos a calvície.
  • Deve-Se solicitar reunião com o especialista, nos seguintes casos: se o cabelo vai-se afinando ou tornando-se fraco (especialmente se existem antecedentes familiares de alopecia).
  • Além disso, você deve consultar o seu médico se observam áreas calvas e/ou vermelhidão e quando ocorre perda de cabelo em qualquer zona que não seja o couro cabeludo, sobrancelhas, barba ou axilas.
  • Há que ter em conta que um excesso de queda de cabelo em idades avançadas é normal, já que com o passar dos anos, o número de fios de cabelo diminui, por si só, ao mesmo tempo que diminui também o seu crescimento.

Veja também:

Mitos sobre a calvícieMitos sobre a calvície

porque é que o cabelo cai no outono?

Efeitos secundários de um transplante capilar. Efeitos colaterais de um transplante capilar.

TOP MARCAS AO MELHOR PREÇO

Farmatint Banho de luz 5.2 violino 75ml

Coloração semi-permanente sem amoníaco que realça o brilho

3.98

Comprar

A Biofinity® rádio 8.6 diâmetro 14.0 dioptria -05.25 6uds

Lentes de contacto macias com umectação natural de substituição mensal

57.00 | 42.95

Comprar

Vitacrecil Complex Forte 30 envelopes

Tratamento anti-queda, fácil de tomar, que fortalece cabelos e unhas

23.10 | 21.72

Comprar

Um serviço de

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

¤