Alerta por ingestão acidental de cartuchos para o cigarro eletrônico

Atualizado 09/09/2014 9:46:56 CET

MADRID, 9 Set. (EUROPA PRESS) –

A segurança dos cartuchos de recarga de nicotina utilizados nos cigarros eletrônicos precisa ser melhorado para evitar que as crianças pequenas anciões engulam acidentalmente seu conteúdo e que pode causar danos graves nos menores, alertam médicos em um artigo em “Archives of Disease in Childhood’, após o aumento de intoxicações em crianças.

O aviso surge após um caso de intoxicação no Reino Unido, e dados que mostram um aumento substancial de intoxicações em crianças menores de 5 anos nos Estados Unidos, conforme apontam os pesquisadores.

A denúncia vem do Serviço de Urgência do Hospital Good Hope em Birmingham, que, recentemente, teve que atender a uma menina que, segundo informou a sua mãe que a levou ao hospital, comeu parte do conteúdo de um cartucho de recarga de nicotina do ‘e-cigarro’.

A mãe agiu rapidamente, retirando o cartucho e a menor vomitou um pouco depois, mas como não estava segura de quanto a quantidade de nicotina pode ter ingerido a menina, sua mãe decidiu levá-la ao hospital. A pequena ficou em observação por algumas horas, tempo durante o qual não desenvolveu mais sintomas e recebeu alta em seguida.

Mas o caso levou os autores a pesquisar outros casos semelhantes. Os dados publicados pelos Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos no início deste ano, mostram o que os autores descrevem como um “aumento de massa”, nas chamadas para os centros de toxicologia e relacionados com a ingestão acidental de nicotina líquida dos cartuchos de recarga de cigarros eletrônicos.

Precisamente, no passado mês de abril, o Serviço de Informação Toxicológica (SIT) espanhol informou dentro de sua Memória de 2013 a detecção de um novo tipo de intoxicação, a derivada da ingestão acidental do conteúdo da recarga dos cigarros eletrônicos.

Estes casos passaram de um em setembro de 2010, a 215 ao mês em fevereiro de 2014, em mais da metade das chamadas referiam-se a acidentes envolvendo crianças menores de 5 anos. Os cientistas indicam que a nicotina pode ser letal em adultos com doses tão baixas como 40 mg, com o que o limiar para as crianças poderiam ser muito mais baixo, em torno de 1 mg por kg de peso.

As recargas de cartuchos de nicotina estão disponíveis em várias concentrações, variando de 6 mg/l (0,6 por cento) a 36 mg/l (3,6 por cento), e, no caso da maior concentração, apenas algumas gotas podem ter efeitos colaterais graves em uma criança menor de 5 anos, alertam estes especialistas.

O tabagismo severo pode causar batimentos cardíacos irregulares e perigosas, coma, convulsões e que o coração deixe a sua ação de bombeamento (ataque cardíaco). “Nosso caso, destaca-se uma importante questão emergente relacionada com o uso dos cada vez mais populares cigarros eletrônicos”, escrevem os autores.

Os primeiros sinais de envenenamento acidental de nicotina são queimação na boca e na garganta, náuseas e/ou vômitos, confusão e tonturas e fraqueza e excesso de saliva. “A natureza exploratória dos filhos pequenos e o apelo recipiente de as recargas são uma combinação perigosa que é provável que conduza a uma incidência cada vez maior de exposição acidental à solução de nicotina concentrada”, acrescentam.

“O risco gerado pelo líquido de nicotina para as crianças deve ser reconhecida e todos temos de agir sobre ele, incluindo a educação pública e a legislação, para melhorar o perfil de segurança dos contentores e-líquido“, concluem.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

¤