5 dicas para meditar na praia

Durante o verão, são muitas as pessoas que passam suas férias para lugares de costa para relaxar e desfrutar de seu tempo de lazer. Uma das atividades mais prazerosas e relaxantes que você pode fazer na praia é a meditação, uma atividade que ajuda a reduzir o estresse ou a pressão arterial.

“É preciso especificar que a meditação é um instrumento de autoconhecimento“, diz Emilio Gómez, professor de yoga e coordenador do Círculo de Yoga Silêncio Interiore colaborador habitual do portalYogaenred. “A meditação permite conhecer, em primeira mão, graças à experiência, qual é a verdadeira natureza do ser humano”, acrescenta.

Como fazer uma boa meditação

“Para aqueles que trabalham com uma Sadhana ou prática espiritual, seu mentor já lhe-á devido explicar o que fazer, como e quando”, ressalta Gómez. Para os que estão pensando em iniciar essa prática, sugere que, antes de tudo indaguen com sinceridade sobre os motivos pelos quais acreditam que precisam sentar para meditar e que evitem fazê-lo por mera novidade ou por fazer algo diferente para se destacar em relação aos outros. Também recomenda a leitura de um bom livro sobre o assunto e a iniciação com alguém especializado.

Quando é o melhor momento

O amanhecer e o entardecer são momentos ideais, mas na hora do exercício, é algo a descobrir o próprio praticante“, aponta o coordenador do Círculo de Yoga Silêncio Interior. Encoraja a tentar diferentes horas até saber qual é a mais adequada, sempre de forma individual, pois cada pessoa é diferente.

Quanto tempo

Com relação ao tempo de duração, Gomez explica por meio de uma metáfora: “Não é possível dar uma indicação precisa. Costumo usar o exemplo do caminhante que faz um passeio pela montanha e tem sede, quantos copos de água você precisa? O um, dois… três? Igualmente acontece com a prática da meditação: quanta sede você tem de si mesmo?”.

As melhores posturas para meditar

No que diz respeito às posturas, o especialista propõe quatro: Sukhasana, a postura fácil; Padmasana, a postura do lótus; História da Padmasasna, o meio-lótus, e Siddhasana, a postura perfeita. Todas elas se aprendem nas aulas de Hatha Yoga, o yoga do equilíbrio, chamado assim por equilibrar as energias vitais e mentais que facilitam o estado de meditação, segundo esclarece o professor.

A importância do silêncio

Para meditar, um dos elementos mais importantes é o silêncio, tanto o interior como o exterior, este último é tão fácil como encontrar um lugar tranquilo. No entanto, “silêncio interior surge como consequência da vontade, o conhecimento e a prática, as principais ferramentas do praticante de Yoga”, precisa Gómez.

O objetivo da meditação

A paz e a libertação, verdadeiro propósito da meditação, se alcançam uma vez conseguiu dominar o ego, o qual é o principal obstáculo para a hora de meditar”, salienta. Acrescenta também que o praticante avançado conseguiu eliminar as metas, os objetivos e as expectativas da meditação, enquanto que o iniciante ainda espera encontrar algo em troca de seu esforço. Com a prática adequada e bem direcionada é uma questão de tempo e compreensão chegar a tal nível.

Veja também:

Mindfulness contra o stress relacionado com o trabalho

Yoga pré-natal: vantagens para a gravidez

Guia básico para a prática de mindfulness

TOP MARCAS AO MELHOR PREÇO

Arkochim gel de massagem harpagófito 80ml

Gel de massagem com efeito de calor

8.24 | 6.53

Comprar

Obire Funcho 60cáps

Trata os problemas digestivos e estomacais

7.Trinta

Comprar

Saro cubos empilháveis com mordedor

Favorece o desenvolvimento motor de seu pequeno

12.30

Comprar

Um serviço de

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

¤